Viagens, museus e cartografia na Amazônia Setecentista: aspectos da vida e obra de Alexandre Rodrigues Ferreira (1756-1815) | 17/09/2015

Ementa | Resumo:
O naturalista baiano Alexandre Rodrigues Ferreira (1756-1815) deixou um grande legado em suas múltiplas atividades desenvolvidas no período colonial brasileiro. Formado em Filosofia Natural pela Universidade de Coimbra, o discípulo de Domingos Vandelli é bastante conhecido pela realização da Viagem Filosófica que percorreu mais de 39 mil km pela Amazônia e Mato Grosso durante nove anos. Neste período, elaborou mais de cem textos etnográficos, zoológicos, botânicos e geográficos, descrevendo em minúcias o processo de colonização portuguesa na Amazônia e os produtos naturais para o fomento da agricultura, da mineração e da indústria colonial. Ao retornar a Lisboa, tornou-se o administrador do Real Museu e Jardim Botânico da Ajuda, onde conciliava suas funções administrativas com intenso esforço de organização e sistematização do material recolhido na viagem para publicação de sua obra. Infelizmente, tal empreendimento não chegou a concretizar-se, contribuindo para o anonimato do personagem em nossa história. A amplitude das investigações do naturalista demandou o envolvimento de outros profissionais, como os desenhistas que o acompanhavam na viagem e os engenheiros das Comissões Demarcadoras do Fronteiras, resultando na elaboração de mais de mil desenhos e considerável acervo cartográfico. Além disso, suas influências na administração colonial resultaram na criação do primeiro jardim Botânico em Belém. A proposição desta mesa redonda celebra os duzentos anos após a morte de Alexandre Rodrigues Ferreira, com um debate interdisciplinar evidenciando suas colaborações para o desenvolvimento da ciência, das artes e da cartografia no período colonial brasileiro, empreendimentos condicionados ao movimento das Viagens Filosóficas e à constituição dos museus de história natural e dos jardins botânicos em Portugal e no Brasil. A mesa redonda será composta por: Nelson Sanjad (Museu Paraense Emílio Goeldi) Alexandre Rodrigues Ferreira nos museus de história natural metropolitanos e jardins botânicos coloniais Iris Kantor (FFLCH-USP) Viagens Filosóficas e Expedições demarcadoras: difusão do conhecimento cartográfico Ermelinda Pataca (FE-USP) Imagens, textos e coleções na Viagem Filosófica de Alexandre Rodrigues Ferreira



ementa

como chegar

programação | data e horário

a quem se destina

caderno de resumos

Período de inscrição encerrado

confira sua inscrição online (para quem já se inscreveu)

atualize dados da sua inscrição online (para quem já se inscreveu)

evento com inscrição gratuita

Inscrições: somente on line

realização

informações: ermelinda.pataca@gmail.com

telefone para contato: 30918296


Organização (responsáveis pelo Evento):
Ermelinda Moutinho Pataca


Realização:
Museu da Educação e do Brinquedo (MEB)
© 2012 - Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (direitos autorais)
as informações veiculadas são de responsabilidade do Professor proponente (Ermelinda Moutinho Pataca)